quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Noite de 29 de Setembro

Hoje em Beja foi a noite de apresentação dos candidatos nas listas do PS aos órgãos da Autarquia. Foi uma noite memorável, em que se encontravam reunidas cerca de 1000 pessoas em redor de uma ideia de mudança para a cidade, solicialistas e simpatizantes......e .... não socialistas.
Será que é este ano que a cidade acerta no seu rumo de modo a caminhar para a futuro? Esperamos que sim, pelo bem da cidade e da sua população assim como de todos os que um dia venham aqui a desenrolar a sua vida.
Dia 11 de Outubro à noite esperamos estar todos a comemorar o inicio do futuro de BEJA!

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

The Day After.....

Dia 28 de Setembro de 2009, afinal não foi o dia negro que tantos falavam...... O PS, em face de todo o decurso da legislatura e da campanha que terminou no dia 25 teve um excelente resultado.
Claro que, se não era patente a minha posição política passou a ser!
Agora é hora de deitar as mãos ao começar a trabalhar ..... daqui a quinze dias temos novas eleições e há muito para fazer para alterarmos algumas coisa, em particular na cidade de Beja.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

INACREDITÁVEL

Se no passado dia 21 (2ª Feira) eu não tivesse visto não acreditava!
Dois camelos, ou melhor dois dromedários, passeavam-se pelas "Portas de Mértola"!!!!!
Por mais incrivel que possa parecer, a verdade é que eu não estava a sonhar, estava bem acordada a trabalhar quando um barulho me despertou a atenção e fui à janela e vi este espectáculo.......
Após um olhar mais atento apercebi-me que não era apenas uns camelos que se passeavam pela cidade ...... era o PSD Beja a fazer campanha na cidade! Mas com camelos??????
Não acreditam? Vejam....



















Agora já acreditam???? Apostava que até já me imaginavam a ter visões e/ou assombrações.

Agora gostaria de saber o que estes senhores estariam a pensar quando resolveram trazer os dois animais a passear pela cidade?????!!!!!


Será que os camelos somos nós os habitantes da cidade de Beja? Ou seria outro o sentido? Tenho bastante curiosidade em saber qual foi o objectivo destes senhores pois para a maioria das pessoas que viram ficaram com a ideias, espero que errada, que o PSD nos estava a chamar camelos. E chamou camelos aos habitantes da cidade porque vivermos aqui?? em Beja ?? porque somos alentejanos?? porque somos pacóvios e parvos provincianos??

Era uma questão que gostaria de ver esclarecida.


















quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Criticas do dia-a-dia

Hoje disseram-me algo que me deixou preocupada.
Alguem me disse que os amigos só escreviam sobre politica nos seus Blogs.
Como a minha mensagem de ontem foi sobre politica enfiei a carapuça.
Sou novata nisto mas já escrevi alguma coisa e pouco teve a ver com politica.
Escrevi sobre poesia, ou melhor reproduzi algumas palavras de um grande poeta; coloquei umas fotos de viagens e fiz uns desabafos muito pessoais e que só eu os devo entender, Enfim....
Vou tentar abster-me da politica.
Vou tentar...... tento...... tento..... mas não consigo!
Afinal a vida é uma sucessão de politicas.....politicas sociais, politicas criminais, politicas desportivas, politicas pessoais.
Bom já chega, deixei de estar preocupada com o comentário que alguem me fez e começo a preocupar-me comigo propria por tanto divagar.......

terça-feira, 22 de setembro de 2009

SIC:

"Pacheco Pereira diz que Cavaco "interferiu" na campanha eleitoral
Pacheco Pereira considera que o Presidente da República deve esclarecer o caso da vigilância em Belém. Num comentário no blogue da Internet , o cabeça-de-lista do PSD por Santarém considera que Cavaco Silva interferiu na campanha eleitoral ao demitir Fernando Lima e deve clarificar a situação antes das eleições legislativas. "


Agora é que já não á para perceber......
No escasso tempo que em elabora a mensagem anterior, surge esta notícia, invocando o mesmo autor da anterior.......

SIC:

"Pacheco Pereira acusa PS de liderar campanha contra o Presidente da República. O social-democrata Pacheco Pereira acusou esta terça-feira o PS de orquestrar uma campanha contra o Presidente da República. Pacheco Pereira lançou ainda um repto aos partidos para apelarem a Cavaco Silva para falar tudo o que sabe antes das eleições, assumindo cada um que essas eventuais declarações não serão uma interferência na campanha eleitoral. "

Há coisas que nos confundem a cabeça e esta é uma delas.

Então o n/, sim porque independentemente da nossa filiação e afinidade politica, é o n/ Presidente da República, deixa assessores seus "descairem-se" com certas notícias para a comunicação social, alegando a prática a terceiros (que por acaso é o n/ Primeiro -Ministro) de algo grave e depois descartasse demitindo o agente????!!!!

Mas, a telenovela ainda não acabou.......

Primeiro atira-se culpas da pratica de algo a um terceiro, depois limpa-se a culpa do capote demitinto do autor material da denuncia dos factos à comunicação social e agora vem este senhor em defesa de Sua Exa. o Sr Presidente da República, que por sinal é do PSD, alegar que o PS é que anda a tentar "tramar" o PSD e o Presidente !!!
Tenham paciência!!!

Serão os portugueses um bando de otários como se pretende??? ou será que eles só têm esperteza para ver o que interessa a alguns......??????

Em muitos anos que assisto a eleições neste país nunca vi algo como isto. Gostaria que alguém me explicasse o que têm o actual Secretário do PS para ser tão enxovalhado como tem sido nesta campanha eleitoral, aloás como já o foi nas anteriores (que por acaso ganhou com maioria!!) há cerca de 4 anos, para não falar nestes anos de governação.

O Dr. Mário Soares nem deve ter tido a noção de quanto falou verdade ao dizer que nunca houve um candidado a Primeiro Ministro tão mal tratado como o actual........
É triste ver ao ponto em que chegamos em que já não é só no amor e na guerra que vale tudo, na política também!





Sem querer ser tendenciosa, apesar de já o ser - é dificil ser imparcial em certas alturas, eu confesso -mas sejamos realistas, ISTO É DEMAIS!!!!

Alma minha............

De regresso ao Reino de Portugal, após o Naufrágio, Camões acorda numa praia, atordoado e com mil imagens na cabeça que tanto o perturbam, mas sem qualquer nexo. O Sonho e a Realidade confundem-se.....

Ele chora a perda da mulher amada: Dinamene, a chinesa, "aquela cativa que me tem cativo"... Ela, que viajou em sua companhia, não sobreviveu ao naufrágio.



Luís Vaz levanta-se, caminhar trôpego, desconsolo e diz:



"Alma minha gentil, que te partiste
Tão cedo desta vida, descontente,
Repousa lá no céu eternamente
E viva eu cá na terra sempre triste."

LVC





Simplesmente maravilhoso!!!



Há quem ainda se recorde e sinta os traumas do tempo do "Liceu" em que Camões era estudo obrigatório (actualmente não sei se ainda será!!!!!), felizmente esse não foi o meu caso pois esse estudo foi muito gratificante.



Mas, para quem se lembra desse tempo, com boas lembranças sobre o tema, Camões foi o homem que melhor descreveu sentimentos, com palavras simples ....... e tão actuais!



Eu não sou romântica daí a minha preferência literária centrar-se mais nos poetas mais antigos da história literária portuguesa.......



Quem não gosta de literatura, de poesia e de Luíz vaz de Camões, passa à frente.......





MCV

Desabafos de um início de Outono !!!!

"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Muda-se o Ser, muda-se a confiança;

Todo mundo é composto de mudança,

Tomando sempre novas qualidades."



Luiz Vaz de Camões



Quem melhor que o poeta para descrever este sentimento de mudança....... ????

Estamos a atravessar um período de muitas mudanças, umas boas outras menos boas e outras más.... o bom e o mau sempre foram os amigos inseparaveis..... sem o mau o bom para tem importância e sem o bem o mal não tem comparação.



Todas as nossas atitudes têm efeitos bons e maus, não se conseguem nunca separar uns dos outros, apenas podemos tentar minorar os maus para dar valor aos bons.

Boa Semana!

sábado, 19 de setembro de 2009

Luis Represas na RFM - Convento S. Francisco - Beja

Noite de 18 de Setembro, ao contrário do que estamos habituados, Beja teve um evento memorável.

Luis Represas esteve em Beja, a actuar em directo nas comemorações dos 25 anos do programa "Oceano Pacífico", transmitido da Pousada de Beja, Convento de S. Francisco.


Após a actuação de Luis Represas, que foi fantástica, como já é habitual por parte deste artista, que conjuga a sua maravilhosa voz com letras ainda mais maravilhosas (se tal ainda consegue ser possível!), o salão da Pousada e antiga Igreja do Convento, transformou-se numa discoteca com musica dos anos 80. Que saudades da musica destes anos........

Em resume, foi uma noite maravilhosa, num local maravilhoso e com uma companhia extraordinária.


É uma pena que Beja não se valorize mais e que possa compartilhar os lindos locais que possui e que os cidadãos da cidade também não usufruam do que têem e tenham que procurar fora o que têm e o que poderiam ter aqui.



http://www.youtube.com/watch?v=bznOHTP0vNk

Diz-me onde moras... por Miguel Esteves Cardoso

Leiam e divirtam-se!

Onde moro? Não digo...

"Um dos grandes problemas da nossa sociedade é o trauma da morada. Por
exemplo, há uns anos, um grande amigo meu, que morava em Sete Rios,
comprou um andar em Carnaxide.
Fica pertíssimo de Lisboa, é agradável, tem árvores e cafés. Só tinha
um problema. Era em Carnaxide.
Nunca mais ninguém o viu.
Para quem vive em Lisboa, tinha emigrado para a Mauritânia!
Acontece o mesmo com todos os sítios acabados em -ide, como Carnide e
Moscavide. Rimam com Tide e com Pide e as pessoas não lhes ligam
pevide.
Um palácio com sessenta quartos em Carnide
é sempre mais traumático do
que umas águas-furtadas em Cascais. É a injustiça do endereço.

Está-se numa festa e as pessoas perguntam, por boa educação ou por
curiosidade, onde é que vivemos. O tamanho e a arquitectura da casa
não interessam. Mas morre imediatamente quem disser que mora em
Massamá, Brandoa, Cumeada, Agualva-Cacém, Abuxarda, Alformelos,
Murtosa, Angeja… ou em qualquer outro sítio que soe à toponímia de
Angola.

Para não falar na Cova da Piedade, na Coina, no Fogueteiro e na Cruz
de Pau. (...)

Ao ler os nomes de alguns sítios – Penedo, Magoito, Porrais, Venda
das Raparigas, compreende-se porque é que Portugal não está
preparado para entrar na Europa.

De facto, com sítios chamados Finca Joelhos (concelho de Avis) e Deixa
o Resto (Santiago do Cacém), como é que a Europa nos vai querer
integrar?


Compreende-se logo que o trauma de viver na Damaia ou na Reboleira não
é nada comparado com certos nomes portugueses.

Imagine-se o impacto de dizer "Eu sou da Margalha" (Gavião) no meio
de um jantar.

Veja-se a cena num chá dançante em que um rapaz pergunta delicadamente
"E a menina de onde é?", e a menina diz: "Eu sou da Fonte da Rata"
(Espinho).

E suponhamos que, para aliviar, o senhor prossiga, perguntando "E onde
mora, presentemente?", Só para ouvir dizer que a senhora habita na
Herdade da Chouriça (Estremoz).

É terrível. O que não será o choque psicológico da criança que acorda,
logo depois do parto, para verificar que acaba de nascer na
localidade de Vergão Fundeiro?

Vergão Fundeiro, que fica no concelho de Proença-a-Nova, parece o nome
de uma versão transmontana do Garganta Funda.

Aliás, que se pode dizer de um país que conta não com uma Vergadela
(em Braga), mas com duas, contando com a Vergadela de Santo Tirso ?
Será ou não exagerado relatar a existência, no concelho de Arouca, de
uma Vergadelas?


É evidente, na nossa cultura, que existe o trauma da "terra".

Ninguém é do Porto ou de Lisboa.

Toda a gente é de outra terra qualquer. Geralmente, como veremos, a
nossa terra tem um nome profundamente embaraçante, daqueles que
fazem apetecer mentir.

Qualquer bilhete de identidade fica comprometido pela indicação de
naturalidade que reze Fonte do Bebe e Vai-te (Oliveira do Bairro).

É absolutamente impossível explicar este acidente da natureza a amigos
estrangeiros ("I am from the Fountain of Drink and Go Away...").
Apresente-se no aeroporto com o cartão de desembarque a denunciá-lo
como sendo originário de Filha Boa.
Verá que não é bem atendido. (...) Não há limites. Há até um lugar
chamado Cabrão, no concelho de Ponte de Lima !!!
Urge proceder à renomeação de todos estes apeadeiros.
Há que dar-lhes nomes civilizados e europeus, ou então parecidos com
os nomes dos restaurantes giraços, tipo : Não Sei, A Mousse é
Caseira, Vai Mais um Rissol. (...)

Também deve ser difícil arranjar outro país onde se possa fazer um
percurso que vá da Fome Aguda à Carne Assada (Sintra) passando pelo
Corte Pão e Água (Mértola), sem passar por Poriço (Vila Verde), e
acabando a comprar rebuçados em Bombom do Bogadouro (Amarante),
depois de ter parado para fazer um chichi em Alçaperna (Lousã).


(Miguel Esteves Cardoso)